Acompanhe o BolinhaAcompanhe o Bolinha: Curta nossa Fanpage Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram



Bolinha

Histórias

Bolinha... para sempre

Rui Ferreira – 15/08/2011


Na segunda vez que fui a S. Paulo, em Junho de 2010, estava conversando de iguarias com um motorista de taxi e ele me preguntou: "O senhor já foi lá no Bolinha?". Nunca, respondi. "Tem de ir. Melhor feijoada do mundo". Eu conheço a feijoada brasileira há muitos anos em restaurantes no Rio, em Lisboa, Paris e Miami, mas se um motorista de táxi brasileiro me sugere um restaurante, minha experiencia de viajante me indica que se deve seguir seus conselhos. Mais a mais quando ele não se ofreçceu para me levar lá nem sugeriu que evocasse seu nome. Motorista de taxi costuma ser o melhor conselheiro do mundo. No dia seguinte, hora do almoço, entrei no Bolinha junto ao jornalista brasileiro Fernando Morais, velho cliente do Bolinha. Foi amor à primeira vista. Voltei nos dois dias seguintes. Sei que é um exagero tanta feijoada, mas vale a pena. Não há melhor feijoada no mundo.

A partir desse dia, o Bolinha virou meu restaurante favorito. Nenhum outro é digno de essa categoria pessoal. É verdade que seus preços são um pouquinho elevados, mas a qualidade da feijoada, o tratamento, amabilidade e profissionalismo do pessoal, não tem preço.

Por isso, o Bolinha é o meu restaurante "oficial" em SP. Estou viajando lá dentro de uma semana e já tenho dia planejado para voltar ao Bolinha. Tenho a certeza que vou encontrar o mesmo serviço, a mesma qualidade e amabilidade.

Por isso pessoal, por favor, não comam toda a feijoada, ponham a Brahma para gelar, que eu estou voltando.